Regando orquídea


Orquídea

A planta da orquídea é provavelmente uma das plantas mais famosas em nossas latitudes; não só isso, dada a incrível e particular elegância de suas flores, é muito famosa e amada em todos os lugares da terra que permitem seu cultivo, e podemos garantir que são realmente muitas. A orquídea é nativa de áreas tropicais e subtropicais do continente americano e do continente asiático; esta vasta e variada área de origem pode parecer estranha, mas se realmente observarmos que cerca de seiscentos e cinquenta gêneros e mais de vinte e cinco mil espécies pertencem à família Orchidaceae, então podemos entender como eles vêm de muitas partes de o Globo.

Essa grande variedade deles se transfere exatamente para suas características, que em alguns casos aparecem como completamente opostas, passando de uma espécie para outra. A diferença mais incrível está justamente no tipo de "dieta" que a planta Orquídea possui: a maioria das espécies são plantas epífitas ou semiepífitas (ou seja, têm raízes aéreas, portanto podem crescer nos troncos ou galhos de plantas altas plantas ou mesmo em rochas apenas com finas camadas de mofo e musgo), sendo uma pequena parte terrestre (portanto pode ser definida como uma planta "clássica", ou seja, com raízes normais) e uma ainda menor aparece como aquática (capaz de viver com raízes na água, flutuando).


Clima para a Orquídea

Pelas informações que já fornecemos, fica claro o quanto a Orquídea nasceu e evoluiu em climas geralmente úmidos; isso é muito importante e deve ser levado em consideração quando queremos recriar o clima ideal para a proliferação de nossas orquídeas, pois a planta obviamente se adaptará ao máximo em um ambiente que refletirá melhor aquele em que seu gênero se desenvolveu. .

Em particular, portanto, como a Orquídea cresceu e se origina de um ambiente que vê apenas duas estações alternadas (estação chuvosa e estação seca), ela aprendeu a quase recarregar nutrientes quando há abundância de água e alimentos, e a economizar quando tem estação seca para poder sobreviver.

Recriando essas situações em nossa casa, poderíamos indicar o período "ativo" (estação das chuvas) como verão, enquanto o inverno como o período "passivo" (estação seca); entretanto, esta não é uma regra absoluta, pois cada espécie tem seu próprio tempo, e como a maioria das Orquídeas que nos são vendidas não vêm de seus locais de origem, mas de estufas que muitas vezes estão muito próximas de nós, é necessário para ver como o espécime foi criado e adaptado aos seus períodos.


Características ambientais

A orquídea vive em um ambiente úmido, quente, cheio de luz. Em resumo, isso é tudo, tudo o que precisamos para crescer e obter plena satisfação de nossa orquídea está resumido nessas poucas palavras que acabamos de descrever. Na prática, é um clima tropical, mas acima de tudo é um clima que devemos contribuir para a reprodução com rega que é realmente muito importante; existem diferenças entre as várias espécies, mas agora veremos quais e como podemos resolver cada problema.


Quanto água

A importância da rega para a orquídea fica por conta, em primeiro lugar, na quantidade dessas regas, o que é muito importante porque para a orquídea (como muitas outras espécies de plantas) existe um limite estreito entre "demais" e "de menos"., Cada um deles traz problemas para a planta e prejudica suas chances de sobrevivência. Em geral, podemos dizer que no período fértil (chuvoso, originalmente) a planta da Orquídea deve ser regada de duas a quatro vezes por semana, distinguindo dependendo de como você vê a planta, se está muito seca e "pastosa" ou bem colocada. .

Além disso, neste período também é importante fazer vaporizações diárias com nebulizador para manter o nível de umidade alto, como a planta quer e está acostumada com seus genes. No período de seca, no entanto, a vaporização deve ser evitada completamente e a rega deve ser reduzida ao mínimo, isto é, para cerca de uma vez por semana.


Quando regar

Como a maioria das orquídeas em nossas latitudes são mantidas em ambientes fechados e nunca devem ser expostas à luz solar direta, não há muito o que se preocupar com a hora de regar. Mas digamos que o melhor seja regar a orquídea por volta do meio da manhã, depois que ela já absorveu a umidade da manhã e vai usar sua força para o dia. As nebulizações, por outro lado, só devem ser feitas distribuindo-as ao longo do dia, evitando-se apenas tarde da noite, pois as noites geralmente já são mais úmidas.


Como regar

A técnica preferida de rega de orquídeas é aquela que prevê a imersão do vaso onde a planta fica na água por cerca de trinta minutos, depois deixa-se escorrer e secar ao ar por mais de uma hora e depois devolver a planta ao seu lugar habitual. Isso permite que a água penetre em todos os pontos das raízes densas da orquídea e evite a estagnação com o gotejamento. É importante evitar a estagnação de folhas e flores.


Regar orquídea: plantas de orquídea

Regar é muito importante para ver nossa orquídea crescer e florescer, mas também o são a exposição e a temperatura. O local ideal para esta planta é em uma sala ensolarada e voltada para o sul, mas tome cuidado para não expô-la diretamente aos raios solares. Um bom método para verificar se a posição escolhida é a correta é observar as folhas: se amarelecer é muita luz, se enrolar é muito pouca. Em ambos os casos, é aconselhável deslocar a orquídea. Sempre as folhas podem nos dizer se a planta sofre de frio: neste caso, aparecerão manchas tanto nas folhas quanto nas flores. Mova-o para um local mais quente, mas não muito quente, a exposição a fontes diretas de calor pode secar as raízes, que são bastante delicadas.



Água amolecida para regar as plantas, aqui está o que você deve saber

Se você quer melhorar a dureza da água e diminuir o conteúdo de calcário no interior, pode optar por instalar amaciadores de água especiais que submetem este líquido a um processo de descalcificação. Antes de explicar brevemente em que consiste, podemos imediatamente dizer que os usos da água descalcificada são numerosos: pode ser utilizada para lavar, para o bem-estar dos cabelos, para acalmar o ressecamento da pele, para lavar roupa e para superfícies limpas, mas também para regar alguns tipos de plantas.

O que acontece durante o processo de descalcificação? Os íons cálcio e magnésio, dos quais depende em maior medida a formação do calcário, são substituídos pelos íons sódio: com isso, o carbonato de cálcio é reduzido, tornando a água menos dura.

Se os benefícios para eletrodomésticos, canos e cuidados com o corpo são consideráveis, quais são as vantagens decorrentes do uso de água amolecida para irrigação? Ter as informações certas em mãos ajuda a usar a água disponível de forma adequada, sem comprometer a saúde das plantas.


Vantagens da água suavizada para as plantas

Amaciar a água é recomendado quando a água que sai da torneira em casa é excessivamente dura. Usar uma água rica em calcário para regar as plantas pode danificá-las tornando-os secos de forma evidente, sinal de que os alimentos recebidos não são adequados às suas necessidades.

A presença considerável de cálcio e magnésio na água calcária faz com que o solo se transforme em um composto insolúvel quando as duas substâncias entram em contato com o ferro contido no solo. Disto decorre o comprometimento da fotossíntese da clorofila e, portanto, a importância de usar menos água dura para irrigar a vegetação de sua casa.

Usando água amolecida, ou em qualquer caso desmineralizadas, as plantas podem nutrir-se adequadamente e crescer abundantemente com o tempo. Mas preste atenção às contra-indicações ilustradas abaixo.


Como manter a orquídea em flor

Talvez você não soubesse disso as flores de orquídeas eles podem durar muito tempo. Na verdade, as orquídeas permanecem em flor durante vários meses, se forem cuidadas da maneira correta. Se as flores da orquídea caírem depois de um curto período de tempo, provavelmente há algo errado.

Pode ser que a orquídea não esteja exposta à luz o suficiente, que você não está regando o suficiente ou que a molhou demais, ou é um problema relacionado ao uso incorreto de fertilizantes. Na dúvida, escolha produtos específicos para orquídeas e siga as instruções com muito cuidado.


Exposição solar de orquídeas

Se você está cultivando suas orquídeas em casa, lembre-se de colocá-las perto de uma janela e em uma sala bem iluminada durante o inverno, mas tome cuidado com a luz solar excessiva durante o verão.

Na verdade as orquídeas eles amam a exposição à luz, mas não ao sol direto. É por isso que no verão pode ser útil colocar sempre os vasos das suas orquídeas perto de uma janela, mas talvez esteja protegido por uma cortina de luz, para evitar que os raios do sol estraguem as flores ou mesmo as sequem.


Ameixa seca e água

Se você quer um belo jardim, projetá-lo com cuidado é uma operação absolutamente necessária, você certamente não pode plantar flores e plantas aleatórias na esperança de um bom resultado. A escolha das plantas e da sua localização é essencial para que cresçam bem e para que surja do jardim a combinação certa de formas e cores.

Mas vamos para o lado prático, qual é o primeiro passo a dar? Podemos partir do que gostamos, fazendo uma lista das plantas e flores que desejamos, na qual se deve avaliar o período de floração de cada uma e o clima. Precisamente o clima sim, porque é bom especificar que nem todas as plantas crescem nas mesmas situações climáticas, por exemplo o bordo requer um clima húmido e ameno, abetos e pinheiros um clima de montanha, oliveiras e giestas um clima tipicamente mediterrânico. Portanto, avalie cuidadosamente o que você está plantando, a exposição solar do local designado, a quantidade de água que o sistema de irrigação fornece e a temperatura durante as horas mais quentes.

Depois de escolher o local e avaliar esteticamente o seu projeto, só falta a compra. Onde você economiza, para onde você deve ir? O viveiro continua sendo uma excelente solução, eles também cuidam do plantio de tudo, mas se você não quer gastar muito, o melhor é entrar em contato com viveiros online especializados no envio de flores e plantas. Muitas delas oferecem excelente entrega de flores, pontual e confiável, com economia significativa para o bolso.


Como cultivar orquídeas dentro de casa

Eles te deram uma orquídea em vaso e você não sabe como cuidar dela? Aqui estão algumas dicas úteis para cultivando orquídeas dentro de casa, desde a escolha da posição à rega, até às variedades mais adequadas para viver em ambiente fechado.

Como escolher orquídeas

Existem diferentes tipos de orquídeas. Se você não tem um polegar verde e tende a deixar suas plantas sozinhas, escolha as orquídeas mais resistentes: Cattleya, Oncidium, Dendrobium. Se estiver muito calor em sua casa, escolha entre as orquídeas Vanda e Angraecum. Se, por outro lado, o clima é fresco em sua casa, prefira as orquídeas Cymbidium, Odontoglossum, Masdevallia.

As orquídeas geralmente preferem luz. Portanto, o conselho é colocar as orquídeas na sala mais iluminada da casa ou perto de uma janela. Porém, é melhor evitar a exposição solar direta para não correr o risco de queimar as orquídeas.

Temperatura

Algumas orquídeas se adaptam a diferentes condições de luz e temperatura. Ao escolher uma orquídea, pergunte ao seu viveiro de confiança para obter mais detalhes, que poderá aconselhá-lo a temperatura mais adequada de acordo com as variedades. As orquídeas geralmente adoram casas com temperaturas amenas e sem correntes de ar frio.

Umidade

Muitas das orquídeas que geralmente são cultivadas em casa são nativas dos trópicos e, portanto, preferem ambientes bastante úmidos. Você pode tentar aumentar a umidade colocando várias orquídeas juntas.

Como regar orquídeas

Você deve ter notado que se você regar as orquídeas como faz com as outras plantas, a água imediatamente escorre. Isso ocorre porque as orquídeas não são plantadas em solo para envasamento comum, mas em solo para envasamento enriquecido com casca. O segredo para regar orquídeas corretamente é transferir o pote para uma tigela ou bacia com água por 10-15 minutos para que a planta possa absorvê-la na quantidade certa. Regue as orquídeas assim Uma ou duas vezes por semana. A frequência de rega depende da variedade de orquídeas e sua resistência à seca.

Fertilizar orquídeas

As orquídeas nem sempre precisam de fertilizantes, especialmente se você perceber que elas florescem com facilidade. Ocasionalmente, no entanto, durante o período de crescimento das folhas novas, pode ser usado um fertilizante específico para orquídeas comprarem em lojas de jardinagem. Não use muito fertilizante para evitar a queima de raízes de orquídeas.

Faça orquídeas florescerem novamente

Às vezes as orquídeas voltam a florescer, outras vezes não. Por quê? pode ser você negligenciou suas orquídeas. Os especialistas sugerem continuar a regar as orquídeas regularmente, mesmo quando as flores já não existem, fertilizando-as de vez em quando com fertilizantes solúveis em água formulados para orquídeas e colocando-as sob a luz. Na verdade, as orquídeas muitas vezes não voltam a florescer precisamente porque não têm luz suficiente disponível. As orquídeas adoram luz natural e proximidade com janelas voltadas para o leste ou oeste.

Como cultivar orquídeas no jardim

Existe o clima certo em seu jardim para o cultivo de orquídeas? Ou talvez fosse melhor plantar orquídeas em vasos e transferi-las de casa para o jardim apenas no verão? Aqui estão algumas dicas úteis para cultivando orquídeas no jardim.

Variedade de orquídeas

Para cultivar orquídeas no jardim, você precisa saber o que são as espécies mais adequadas para serem colocadas ao ar livre com base na região em que você vive e seu clima. As orquídeas em geral precisam de um clima quente para sobreviver ao ar livre. Entre as variedades de orquídeas adequadas para um clima intermediário (não tropical, com clima ameno durante o dia e temperaturas frias à noite) encontramos as orquídeas Oncidium, Cymbidium, Dendrobium e Cattleya.

Cuidado com as geadas

Antes de transferir suas orquídeas para o jardim, certifique-se de que agora os períodos de geadas passou.

Posição

Coloque as orquídeas em um lugar claro do seu jardim. O conselho é cultivar orquídeas em vasos, mesmo ao ar livre, para que possam ser levadas ao sol ou à sombra, conforme necessário. Caso contrário, você pode criar canteiros de urtigas perto das árvores em seu jardim.

Rega

Voce terá que regar as orquídeas que são encontrados ao ar livre com mais freqüência do que orquídeas cultivadas em casa porque o sol tende a secá-los rapidamente. As orquídeas precisam de um ambiente quente e úmido.

Proteção

Para proteger as orquídeas dos insetos, você pode vaporizá-las de vez em quando com água adicionadaóleo de nim, um pesticida natural.

Tipo de terreno

As orquídeas cultivadas ao ar livre precisam ser plantadas em um solo formado por um mistura de solo, areia e pedaços de casca. Com pedaços de casca de árvore, você pode criar uma cobertura morta natural que impedirá o crescimento de ervas daninhas indesejadas ao redor das orquídeas.

Em vasos mesmo ao ar livre

O cultivo de orquídeas perto dos troncos das árvores é útil para proteger as plantas do frio durante o inverno. Mas se você mora em uma região onde o inverno é rigoroso, o conselho é cultivar orquídeas em potes para serem colocados dentro de casa no inverno e ao ar livre na primavera é verão.

Leia também:

Mobilidade elétrica: para as “cidades dos 15 minutos” com menos carros e mais scooters e e-bikes

Caviro lança Innesti, a revista eletrônica que promove uma nova cultura de sustentabilidade

Você encontrou uma moeda rara? Tente vendê-lo online com estes truques (e precauções)

Remodelado é melhor! Os melhores produtos que vale a pena comprar regenerados (para você e para o meio ambiente)

Como ter um gramado verde que está sempre em ordem, para deixar toda a vizinhança com inveja


Vídeo: Dicas Para Cuidar De Orquídeas Da Espécie Vanda


Artigo Anterior

Javalis em Caprera

Próximo Artigo

Exacum - Gentianaceae - Como cuidar e cultivar plantas Exacum